RSS

Feliz Natal. Será sempre Natal para os que amam de verdade! Eterna Apaixonada

"Quando um homem quiser" © José Carlos Ary dos Santos



Photobucket




Tu que dormes a noite na calçada de relento
Numa cama de chuva com lençóis feitos de vento
Tu que tens o Natal da solidão, do sofrimento
És meu irmão amigo
És meu irmão

E tu que dormes só no pesadelo do ciúme
Numa cama de raiva com lençóis feitos de lume
E sofres o Natal da solidão sem um queixume
És meu irmão amigo
És meu irmão

Natal é em Dezembro
Mas em Maio pode ser
Natal é em Setembro
É quando um homem quiser
Natal é quando nasce uma vida a amanhecer
Natal é sempre o fruto que há no ventre da Mulher

Tu que inventas ternura e brinquedos para dar
Tu que inventas bonecas e comboios de luar
E mentes ao teu filho por não os poderes comprar
És meu irmão amigo
És meu irmão

E tu que vês na montra a tua fome que eu não sei
Fatias de tristeza em cada alegre bolo-rei
Pões um sabor amargo em cada doce que eu comprei
És meu irmão amigo
És meu irmão

Natal é em Dezembro
Mas em Maio pode ser
Natal é em Setembro
É quando um homem quiser
Natal é quando nasce uma vida a amanhecer
Natal é sempre o fruto que há no ventre da Mulher



©
José Carlos Ary dos Santos (poeta português)

2 comentários:

Felipa disse...

Grande Ary dos Santos! Poeta controverso, de convicções fortes e grande talento...
Conheço este poema desde criança, pois foi belamente cantado por Paulo de Carvalho, um grande cantor português.
Obrigada pela boa lembrança, querida amiga,
beijinhos

ETERNA APAIXONADA disse...

Querida amiga Felipa,

Esta postagem só está correta com sua ajuda valiosa e imediata, corrigindo dados importantes!
Obrigada por me proporcionar a publicação certa sobre o lindo poema.
E que bom ter uma amiga que assim estende as mãos!
Tenha uma linda semana!
Beijos

Postar um comentário

Que todos os dias seja Natal em sua vida!